Follow by Email

quinta-feira, 26 de Maio de 2011


Somos um grupo de alunos da escola secundária de maximinos que frequenta o 12º ano temos como disciplina Área de Projecto. Foi-nos proposto um projecto no âmbito dessa mesma disciplina, que foi realizado este ano lectivo
            Escolhemos as lesões desportivas nomeadamente na área do andebol, uma vez que foi um tema aprofundado por poucas pessoas ate á data, e para muitos especialistas e praticantes de desporto, é essencial saber um pouco mais sobre este tema.

No andebol, as lesões afectam quase por igual os atletas tanto a nível federado como no desporto escolar. A maioria dos inquiridos já foram visados por vários tipos de lesão, entre as quais as mais frequentes são as entorses e as roturas musculares, as quais iremos abordar mais à frente neste documentário. No entanto, a nível federado as lesões são sentidas com mais intensidade, uma vez que o alto rendimento está sempre presente.

Ficha Técnica
            Inquérito realizado entre os dias 21 de Março e 4 de Abril de 2011, pelo grupo «Lesões no Andebol», no âmbito da disciplina de Área de Projecto, 12º1,  com o objectivo de estudar as lesões e tratamentos das mesmas, provenientes da prática do andebol.
            De um universo de 35 praticantes masculinos inquiridos, com idades compreendidas entre os 14 e os 35 anos, 19 deles jogadores profissionais do ABC de Braga e 16 praticantes amadores pertencentes ao Grupo/Equipa do Desporto Escolar da Escola Secundária de Maximinos.
            A selecção foi feita com base na proximidade geográfica, pessoal e desportiva, sendo que todos os inquéritos foram realizados pessoalmente e, por conseguinte, todos foram considerados válidos.





Desporto Escolar





Desporto Federado






Como em todos os desportos as causas das lesões dependem de vários factores e o andebol não é excepção. No entanto verificamos que o contacto físico e o movimento brusco exagerado são as principais causas adjacentes às lesões no andebol.
No caso concreto do desporto escolar em maximinos podemos também mencionar as más condições do recinto desportivo, uma vez que se verifica infiltrações quando chove, o que se revela prejudicial e põe em causa a integridade física dos atletas e responsáveis.  

É Neste aspecto que se verifica maiores discrepâncias entre o federado e o desporto escolar. Uma vez que no Desporto Escolar, o tratamento é feito de forma autónoma, supervisionada pelo professor responsável não existindo qualquer tipo de assistência por parte de um profissional. O contrário se verifica no d federado onde está sempre presente um ou mais profissionais que asseguram toda a assistência técnica ou medica quer em treino ou em jogo. Assim, os principais tipos de tratamento no desporto escolar é gelo e repouso e no federado Fisioterapia, electroterapia e gelo.

Avaliação do Recinto Desportivo

Realizamos uma avaliação de riscos ao nosso recinto desportivo e constatamos através de uma tabela preenchida pelo grupo, que o recinto onde se pratica a modalidade estava em más condições, tanto a nível de infra-estruturas mas também a nível de segurança. Daí podemos concluir que o recinto desportivo não reúne algumas condições para a prática de qualquer tipo de modalidade, pondo em risco a integridade física de alunos e responsáveis.